Impactos das soluções de comércio exterior em meio à crise logística

Geronimo Stuart
Geronimo Stuart
4 Min Read

Apostar na tecnologia é o diferencial para dinamizar as operações

A crise logística que acomete o mercado internacional não é propriamente uma novidade – na verdade, a pandemia da Covid-19 desencadeou uma série de eventos que ainda impactam significativamente o progresso do comércio exterior. À medida que as cadeias de suprimentos estão cada vez mais interligadas, gerenciá-las se tornou uma tarefa consideravelmente desafiadora. Além do mais, fatores como a alta dos fretes, conflitos geopolíticos, engarrafamento de navios, e a maior atenção ao impacto ambiental das cadeias de suprimentos contribuem diretamente para a alta volatilidade do mercado. E esses desdobramentos criaram uma notável demanda por otimização dos processos.

Nesse contexto desafiador, novas tendências mercadológicas estão emergindo como soluções para esses problemas, e a tecnologia está justamente no centro dessas mudanças. Hoje, reduzir custos, dinamizar e aumentar a eficiência das operações é uma necessidade urgente, e não há dúvidas de que as soluções tecnológicas focadas no comércio exterior possuem o potencial de transformar a realidade do mundo dos negócios. Integrar esses componentes às operações das companhias, portanto, não é apenas sobre se preparar para o futuro – se trata do caminho mais adequado para garantir a segurança dos negócios de forma imediata.

Transformação digital no comércio exterior
A transformação digital na economia mundial e no comércio internacional está crescendo rapidamente, enquanto o ambiente online se torna o principal campo para o comércio global. Os efeitos da transformação digital no comércio exterior incluem mudanças estruturais na configuração desse setor. Em termos de gestão, o processamento de importações e exportações é profundamente impactado pelas novas soluções tecnológicas. Entre os resultados da migração desses processos para o espaço digital estão os ganhos em eficiência e produtividade.

Em um mercado pautado pelo dinamismo e a alta competitividade, o surgimento de novos formatos e oportunidades de negócios internacionais é outro trunfo proporcionado pelo emprego das novas soluções de comércio exterior. Contar com a tecnologia é uma premissa fundamental para enfrentar os processos burocráticos complexos que envolvem as atividades comerciais transfronteiriças. Simplificar e agilizar os processos de importação e exportação são diferenciais estratégicos valiosos para as organizações do campo, e por meio dessas soluções é possível otimizar as etapas mais demoradas e trabalhosas.

O papel dos dados no enfrentamento da crise
O emprego das soluções tecnológicas está sendo cada vez mais aceito no mercado global. E quando falamos do comércio exterior, o uso ativo dos dados pode ser especialmente interessante nesse momento. Por meio de uma análise apropriada, estes insumos podem abordar algumas questões fundamentais que não seriam possíveis sem eles.

Logo, a análise dos dados pode influenciar diferentes aspectos do negócio, como o cumprimento das normas regulatórias, a observação de novos mercados, o potencial de exportação de um produto, além de, é claro, facilitar a gestão da cadeia de suprimentos de modo a evitar riscos e aprimorar o processo produtivo. Em outras palavras, essas informações fazem uma enorme diferença na tomada de decisão dos executivos do setor.

Por fim, ressalto que, observando os movimentos do mercado internacional, mais do que nunca, inovar é uma necessidade essencial. À medida que os novos desafios dificultam os processos do Comércio Exterior, é preciso procurar alternativas seguras para melhorar a eficiência das operações, evitando os riscos provenientes da crise que se instalou. O setor de comércio exterior é de suma importância para o fortalecimento do mercado e da economia brasileira, e nesse sentido, acredito no poder da tecnologia como principal agente transformador da atual realidade marcada pela complexidade dos desafios existentes.

Share This Article
Leave a comment