Conheça 4 dicas para vender produtos para o exterior

Geronimo Stuart
Geronimo Stuart
4 Min Read

Se você está sempre buscando o crescimento do seu negócio, a ideia de vender produtos para o exterior, com certeza, já deve ter surgido. No entanto, muitos empresários se sentem perdidos nas peculiaridades dos processos de internacionalização e postergam seus planos.

Quer mais informações sobre exportação? Clique aqui para se cadastrar gratuitamente em nosso portal e assistir nossa websérie Negócios Internacionais
Vamos explicar por que a exportação se revela uma boa oportunidade e também vamos citar 4 dicas para você dar os primeiros passos para vender produtos para o exterior. Acompanhe!

Por que expandir os negócios para o exterior?
Apesar de alguns empresários perceberem a crise como um inimigo das empresas, ela pode ser uma excelente oportunidade para novas propostas, como a exportação. Esse fato é ainda mais evidente nos momentos pós-crise, pois a economia está aquecendo e o governo costuma tomar medidas para impulsionar a retomada do crescimento.

Além disso, se você deseja aprimorar a gestão financeira e operacional da sua organização, diminuir a dependência do mercado interno deve ser um dos seus objetivos — e ele pode ser alcançado com a internacionalização.

Quais os passos para vender produtos para o exterior?

  1. Conheça o país de destino
    A primeira dica para vender produtos para o exterior é fazer uma pesquisa de mercado aprofundada sobre o país de destino da exportação. Você e sua equipe devem levantar dados referente à população e seus costumes, assim como as perspectivas da economia para a região de interesse. Aspectos como o clima e a infraestrutura do local também precisam ser considerados na análise.
  2. Pesquise a legislação sobre exportação
    Você sabia que, para exportar, é preciso estar cadastrado na Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e possuir uma Licença para Exportação (LE)? Essas são apenas algumas das exigências. Portanto, você deve se preparar com antecedência para garantir que todos os documentos estejam regularizados.

Informar-se sobre a legislação e se planejar adequadamente será imprescindível para que o envio e recebimento do produto ocorram sem problemas. Lembre-se de que atrasos, além de custarem caro, podem ser prejudiciais para a imagem da empresa.

  1. Prospecte novos parceiros
    A próxima sugestão é fazer a prospecção de novos parceiros e fornecedores. Empresas de entrega de encomendas e plataformas de pagamento são algumas ideias de serviços que você precisará contratar para entregar seus produtos e garantir que o pagamento será feito com segurança.

É necessário, também, prezar pelo bom relacionamento com as organizações financeiras que estimulam o comércio exterior, como as câmaras de negócio. Ter parcerias estratégicas economiza tempo, dinheiro e pode ser uma ótima maneira de fazer benchmarking.

  1. Pesquise opções de financiamento
    Por fim, antes de começar a exportar, converse com o gerente do seu banco e se informe sobre as diversas opções de financiamento e soluções financeiras voltadas para a internacionalização.

O Pré-Pagamento de Exportação (PPE) é uma modalidade de financiamento para a exportação em moeda estrangeira e possibilita o adiantamento de recursos a exportadores brasileiros a fim de financiar a venda de produtos para o exterior.

O Adiantamento sobre Cambiais Entregues (ACE) e o Adiantamento sobre Contrato de Câmbio (ACC) são outros exemplos. Com a utilização do financiamento, você poderá viabilizar seus planos de internacionalização sem a necessidade de despender recursos próprios imediatamente.

Share This Article
Leave a comment