Comércio exterior do agronegócio: novembro de 2022

Geronimo Stuart
Geronimo Stuart
2 Min Read

O agronegócio brasileiro encerrou novembro de 2022 registrando superávit comercial de US$ 11.166 milhões, confirmando, pelo nono mês consecutivo, saldo positivo acima dos US$ 10 bilhões. Apesar de ter apresentado recuo de 9,7% ante o superávit de outubro, o resultado de novembro é 61,5% maior que o observado em novembro de 2021. O principal responsável pelo bom desempenho da balança comercial do agronegócio é o crescimento das exportações do setor, que totalizaram US$ 12.648 milhões no mês – valor 51,2% maior que o de novembro do ano passado. As importações do setor, por sua vez, mantiveram-se abaixo do patamar de um US$ 1,5 bilhão em novembro, em alta de apenas 2,2% em relação ao registrado em igual mês de 2021. Com efeito, as exportações do agronegócio representaram, no mês, 44,9% do valor total exportado pelo Brasil no mês, ao passo que as importações do setor representaram apenas 6,9% do total importado. Além disso, o superávit do agronegócio superou o déficit dos demais setores da economia (de US$ 4.494 milhões no mês), gerando um resultado da balança comercial total positivo em US$ 6.672 milhões.

No acumulado do ano até novembro, o superávit comercial do agronegócio já totaliza US$ 132.483 milhões, valor 37,1% maior que em igual período do ano passado, resultado de US$ 148.256 milhões de exportações (33,9% ante igual período de 2021) e US$ 15.802 milhões de importações (12,1%). O déficit comercial apresentado pelos demais setores da economia no mesmo período, de US$ 74.922 milhões, quase que dobrou em relação ao ano passado, devido à expressiva alta (27,1%) do valor das importações em relação ao das exportações (9,9%). No total, a balança comercial brasileira acumula superávit de US$ 57.531 milhões no ano, valor muito próximo ao observado em 2021, uma vez que o aumento do déficit dos demais setores da economia vem sendo neutralizado pelo aumento do superávit do agronegócio.

Share This Article
Leave a comment